Por que Jesus tinha que vir ao mundo?

Em primeiro lugar gostaria de deixar claro que Jesus Cristo é eterno com o Pai. Ele não passou a existir quando foi concebido por Maria. Diz a Bíblia Sagrada, que é a Palavra de Deus, em João 1.1-3; “No princípio era o Verbo, e o Verbo estava com Deus, e o Verbo era Deus.” Lendo em Colossenses 1.15-17, Paulo diz: Este é a imagem do Deus invisível, o primogênito de toda criação; pois Nele, foram criadas todas as coisas, nos céus e sobre a terra, as visíveis e as invisíveis, sejam tronos, sejam soberanias, quer principados, quer potestades. Tudo foi criado por meio Dele e para Ele. Ele é antes de todas as coisas, Nele, tudo subsiste”.  Com base nestes textos concluímos que Jesus é anterior e superior a criação. Caso, ainda, tenha dúvida, leia a carta de Paulo aos Colossenses 1.13 a 23.

Quando nos reportamos ao Jardim do Éden, onde o homem por sua própria escolha (usando o livre arbítrio) desobedeceu a ordem de Deus, trazendo sobre si e toda raça humana o castigo do pecado, ficando todos debaixo da ira de Deus. Este acontecimento é chamado de “queda do Homem”.

Deus que poderia abandoná-lo, pois O havia desobedecido, não age assim e normalmente, como se nada tivesse acontecido, vem procurar Adão e não o encontra e chama por ele. Ele se esconde da presença de Deus. Deus o chama e ele confessa que desobedeceu a Sua ordem. Deus, então promove o primeiro julgamento da história. Diz em Gênesis 3.15: “Porei inimizade entre ti (Satanás) e a mulher, entre a tua descendência (de Satanás) e o seu descendente (da mulher = Jesus Cristo). Este (Jesus) te ferirá a cabeça e tu (Satanás) lhe ferirá o calcanhar. Jesus precisa vir ao mundo como descendente da mulher para cumprir esta palavra do próprio Deus. Observando o versículo anterior (14), vemos Deus falando a Serpente que foi o instrumento usado por Satanás para enganar o homem que haveria um descendente da mulher que lhe feriria a cabeça. Deus estava dizendo que haveria um descendente da mulher que teria condição de derrotá-lo, entendemos que este é o Senhor Jesus Cristo que precisava vir ao mundo para que essas palavras se cumprissem. Era necessário que Jesus viesse para ser ferido no calcanhar (sua morte na cruz), e ferir a cabeça de Satanás (ressurreição de Jesus). Portanto, com a morte de Jesus na cruz do Calvário Satanás lhe fere o calcanhar, porém com a ressurreição de Jesus Esse lhe fere a cabeça.

Jesus precisava vir para resolver de uma vez por todas o problema do pecado da raça humana, pois todos estavam debaixo da ira de Deus. Em Hebreus 9.22 lemos: “Com efeito, quase todas as coisas, segundo a lei, se purificam com sangue; e sem derramamento de sangue não a remissão.” Lendo, também, em Levíticos 17.11, vemos: Porque a alma da carne está no sangue, pelo que vo-lo tenho sobre o altar, para fazer a expiação pela vossa alma, porquanto é o sangue que fará a expiação pela alma.” – Este texto explica a razão do derramamento do sangue de um animal como  sacrifício e o significado disso com a expiação. (expiação= a palavra expiação significa “cobrir”. Comunica a idéia de “cobrir” o pecado mediante um “resgate” de modo que haja uma reparação ou restituição adequada pelo delito cometido). – O sangue do animal era identificado com a sua vida “alma”, sendo assim o sangue fazia expiação pela vida humana, isto é, “cobria o pecado do homem” e o ser humano não precisa perder a sua vida por ter pecado, porque a vida do animal era o preço que respondia pela vida humana. Esse princípio de expiação vicária (que faz as vezes de outrem ou de outra coisa), através do sangue alheio ajuda-nos a compreender a importância do sangue de Cristo para obtermos o perdão de nossos pecados e obtermos a salvação.

Quando Jesus derramou o Seu sangue na cruz, Ele deu a sua vida em substituição a vida do pecador. “Justificados, pois, mediante a fé, temos paz com Deus por meio do nosso Senhor Jesus Cristo;”  (Romanos 5.1). Visto que a vida de Jesus esta isenta de pecado, sendo perfeita diante de Deus, seu sangue é de valor infinito e resulta em perfeita salvação para todos aqueles que O aceita e O segue. “Portanto, se o sangue de bodes e de touros e a cinza de uma novilha, aspergidos sobre os contaminados, os santificam, quanto à purificação da carne, muito mais o sangue de Cristo, que, pelo Espírito eterno, a si mesmo se ofereceu sem mácula a Deus, purificará a nossa consciência de obras mortas, para servirmos ao Deus vivo! (Hebreus 9.13 e 14).

Portanto, o sacrifício de animais do Antigo Testamento era imperfeito, apenas “encobria” o pecado. O problema do pecado não estava resolvido, algo que está encoberto ainda existe. Jesus precisava vir para resolver para sempre esse problema. Derramando o seu sangue na cruz do Calvário, um sangue inocente, um sacrifício perfeito diante de Deus trazendo como resultado o perdão dos pecados. Agora o pecado não é mais encoberto, através do sangue de Jesus ele é perdoado e fica, definitivamente, resolvido o problema do pecado.

O sacrifício de Jesus Cristo é retroativo a todos os seres humanos, tanto do passado, como do presente e do futuro.

“Mas graças a Deus, que nos dá a vitória por intermédio de  nosso Senhor Jesus Cristo”.

I Coríntios 15.57

Anúncios
Esse post foi publicado em Sem categoria. Bookmark o link permanente.

Uma resposta para Por que Jesus tinha que vir ao mundo?

  1. andriolli disse:

    Que isso sirva de exemplo pra muitas pessoas.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s